Como Reduzir a Inadimplência Escolar

Pais inadimplentes representam um problema que afeta a qualidade do ensino de uma instituição, uma vez que o número crescente de inadimplentes gera desordem nas contas do colégio.

Para combater esse problema e de fato reduzir a inadimplência escolar de maneira amigável, é importante adotar algumas estratégias que são infalíveis. Vamos a elas!

Motivos Que Ocasionam a Inadimplência Escolar

O primeiro passo para montar uma estratégia de combate à inadimplência, é sempre compreender o problema em questão de forma mais ampla.

Segundo dados fornecidos pelo Serasa Experian, no ano de 2018 cerca de 40,3% da população adulta brasileira estava inadimplente em alguma de suas obrigações, esse dado demonstra a dificuldade da população de lidar com seus recursos e manter as contas mensais pagas.

Nesse cenário de população endividada, a inadimplência escolar acaba sendo um problema bastante frequente na vida dos gestores escolares e por isso, algumas estratégias devem ser adotadas no cotidiano para incentivar esses responsáveis a pagarem o que devem.

Para que se tenha uma noção, a inadimplência escolar mais que dobrou entre os anos de 2014 e 2015, subindo de 8% de inadimplentes para 19% de matriculados inadimplentes, segundo os dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).

E esse impacto acaba influenciando na qualidade de ensino ofertada por essas instituições, uma vez que as contas da própria escola acabam ficando em desequilíbrio.

Estratégias Para Reduzir a Inadimplência Escolar

1.       Tudo Começa no Contrato

O contrato entre aluno (ou responsável) e a escola, precisa ser minucioso em especial com a sua cláusula sobre mensalidades atrasadas.

No contrato deve estar claro ao cliente que atrasos irão gerar multas e cobranças judiciais, de modo que a pessoa se sinta incentivada a realizar os pagamentos previstos nas datas corretas.

É importante adotar uma linguagem que seja compreendida pelo cliente ao assinar o contrato, além de incentivar a leitura do mesmo antes da contratação do serviço, de modo que o cliente realmente esteja consciente e esclarecido sobre todas as cláusulas.

2.       Ofereça Opções de Pagamento

Flexibilizar as formas de pagamento facilita o cotidiano, gerar boletos bancários e enviar para o cliente por e-mail torna o processo de pagamento muito mais cômodo, incentivando o cliente a quitar suas dívidas.

Outras formas de pagamento são a adoção do débito automático em conta ou o pagamento via cartão de crédito.

3.       Terceirize a Cobrança

Terceirizar a cobrança de atrasados é uma boa forma de lidar com essa questão, uma vez que a terceirização diminuirá a incidência de pais que procuram a coordenação e direção da escola com o objetivo de renegociar dívidas e obter descontos nos pagamentos.

Com a terceirização, esses profissionais que atuam na gestão da escola podem ter mais tempo livre para traçar estratégias e garantir a eficácia delas, com o objetivo de sempre gerar o pagamento dos valores em aberto, deixando o ato da cobrança ser feito pelo próprio sistema de gestão financeira, otimizando o tempo de trabalho dos gestores.

O que também é uma estratégia para manter os custos operacionais mais baixos e garantir uma otimização da verba que está de fato disponível para a escola.

4.       Comunique-se Com Clareza

Outra medida interessante é adotar um sistema de notificação dos valores em aberto. Faltando 5 dias para o pagamento da mensalidade, o próprio sistema dispara uma mensagem para e-mail ou celular do responsável alertando sobre o valor em aberto e seu vencimento.

Essa comunicação ajuda aos pais a lembrar da mensalidade do colégio, sendo muito efetiva para diminuir os atrasos nos pagamentos que tendem a ocorrer quando os pais não colocam o pagamento para débito automático.

CTA: Economize com tarifas bancárias e automatize as cobranças da sua instituição de ensino.

5.       Premie Bons Pagadores

Premiar os bons pagadores com produtos como canecas, mochilas e até mesmo descontos na renovação da matrícula, garante não só a redução da inadimplência como também a fidelização desses consumidores que se sentirão agraciados pela escola.

6.       Renegocie Valores

É fato que em um cenário de economia instável no país, os responsáveis pelo aluno podem estar passando por alguma dificuldade e estar aberto a renegociação da dívida é uma boa forma de auxiliar essa família.

Gestão Financeira

É extremamente importante que a gestão financeira seja eficaz ao lidar com a questão da inadimplência, adotando medidas legais de realizar a cobrança desses valores em atraso.

Lembrando sempre que, alunos com valores em aberto não podem ser constrangidos ou impedidos de frequentarem as aulas, mas no ano seguinte a escola não é obrigada a renovar a matrícula de alunos inadimplentes segundo a lei Art. Art. 5º da Lei 9.870/99.

É preciso organizar a instituição de modo que a inadimplência de alguns responsáveis não afete a qualidade de ensino ofertada pela escola, uma vez que a prestação desse serviço deve ser excelente para manter todos os pais de alunos bastante satisfeitos e assim, garantir novas matrículas ano a ano.

Cobrança direta Galileu

Automatize os recebíveis e diminua os custos da sua instituição de ensino

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email
Fechar Menu